As Landing Pages, páginas de destino ou de entrada de uma campanha no Marketing Digital de uma empresa, são de extrema importância para se obter sucesso e resultados positivos, porém, quando quando mal concebidas, podem comprometer tudo que foi planejado.

As pessoas que acessam um site, blog ou e-commerce têm de vir de algum lugar - ao menos que a pessoa entre diretamente na página, digitando a URL no navegador, o que nem sempre acontece.

A maioria das visitas para um site vem dos buscadores, podendo ser pelos anúncios nos links patrocinados ou pelos resultados nas buscas orgânicas. Mesmo com os anúncios online e os sites de busca, ainda existem diversos outros meios de onde podem vir os visitantes e possíveis "consumidores" (dos produtos de uma empresa), como:

Pelas redes sociais: em um tweet no Twitter, em um comentário no Facebook ou em uma atualização do seu perfil no Orkut;

Banners publicitários em portais, sites ou blogs;

Sites de parceiros da sua empresa;

Por meio do blog da sua empresa;

Pelo e-mail marketing ou newsletter que você enviou.

Enfim, são diversas as formas de uma empresa/pessoa conseguir visitantes para seu site. Sendo que para qualquer lugar onde uma informação for difundida, é preciso estar ciente de qual resultado deseja alcançar ao disponibilizar aquela informação ou campanha.

Cada um desses visitantes vem de outros sites por meio de um link, que será a porta de entrada para a conversão do seu objetivo em realidade, por isso a importância de direcionar bem a sua Landing Page e ter sucesso na sua campanha de Marketing Digital.

Somente com um direcionamento correto e com um planejamento estratégico, o visitante irá decidir se vai ou não continuar no site, ou mais, se irá efetuar a ação proposta pela campanha ou a mensagem que o fez ao clicar e ir para seu site. Defina o objetivo.

 

Qual é o objetivo?

Vender seu produto? Fazer com que o visitante tenha acesso à uma demonstração do seu produto/serviço por meio de download? Aumentar o número

de assinantes do seu feed ou newsletter? Aumentar seu mailing para envios de e-mail marketing?

Difundir uma informação ou produto, com o intuito de torná-la um viral, seja por vídeo, podcast, escrito ou até mesmo um e-book gratuito? Ou, quem sabe, apenas fazer com que o visitante se interesse por um artigo que publicou e o leia por completo, diminuindo a taxa de abandono do seu site e gerando maior retorno nos anúncios do seu site?

Qualquer uma dessas conversões requer um tipo de ação até sua conclusão. O primeiro ponto que uma empresa deve analisar é o que se pretende com aquela divulgação ou como espalhar e usufruir daquela informação, para depois desenvolver uma página de destino específica para a campanha, ou, até mesmo, direcionar a visita para uma já existente que ajude a alcançar o objetivo proposto.

Em cada mídia e em cada campanha você deve analisar o que será mais interessante e tomar alguns cuidados para obter o sucesso. Já vi pequenas, médias e até grandes empresas cometendo erros primitivos.

 

Quer que um vídeo se torne um viral na web?

Por exemplo, se o vídeo está no YouTube, comece a direcionar a divulgação da campanha para a página do vídeo e não para uma página geral como a do canal da empresa no YouTube.

Quando eu digo direcionar a campanha é enviar conteúdo para essa página como links patrocinados, redes sociais, fóruns ou comunidades. Seu vídeo tem grandes chances de se tornar um viral se a ideia não ficar perdida entre diversos outros vídeos, atingindo o foco da campanha.

 

Quer divulgar a qualidade do seu produto?

Direcione o visitante para a página onde o produto seja destaque, com informações sobre este. Nunca direcione o consumidor para outro produto ou para página inicial do seu site.

 

Quer vender um produto pelos anúncios nos links patrocinados ou em um banner?

Não cometa erros simples porém triviais de direcionar os visitantes de forma errada ou com informações equivocadas. São erros que eu vejo sempre e em empresas de todos os portes e segmentos.

No artigo 4 Erros na Otimização dos Links Patrocinados, já comentei sobre erros de empresas com as landing pages. Dois exemplos que vi e acho importante citar são:

O primeiro foi de uma empresa que trabalha com desenvolvimento de software. O anúncio indica "Software Grátis" no título. O problema é que a empresa não o disponibiliza gratuitamente. A página de destino do anúncio foi a Home do site, que já abria com um pop-up informando o preço do produto divulgado, totalmente contrário do anunciado. Esse caso pode gerar descontentamento de quem clicou, pois a informação fornecida não é verdadeira.

Já o segundo é de uma empresa que trabalha com produtos para dois públicos completamente diferentes, e o seu anúncio informa sobre o produto para o profissional "X". Porém, quando clicamos, caímos na página principal do site, onde consta toda a relação de produtos da empresa. O agravante, nesse caso, é que a empresa só tem um produto para o público "X", e que estava "escondido" na Home do site.

 

Criou um Hotsite para sua campanha?

Divulgue o Hotsite e não uma página onde o visitante necessite de mais uma ação para acessar o conteúdo.

 

Vai fazer uma campanha no Facebook?

Faça uma página estática da sua campanha e deixe direcionada uma ação específica para o visitante. Somente desta forma sua empresa consegue alcançar o objetivo proposto. Para esse caso, pode ser utilizado o FBML estático - linguagem do Facebook que permite a criação de páginas estáticas.

Quer aumentar o número de assinantes de sua newsletter ou mailing, para ações de e-mail marketing?

Direcione o visitante para uma página onde ele deve se cadastrar e, principalmente, não abuse da quantidade de dados que irá solicitar para o cadastro. Se forem muitos os dados solicitados, você corre sério risco de não ter sucesso com essa ação. Dê preferência para solicitar apenas o nome e o e-mail - a não ser que seu objetivo seja outro.

 

Quer conseguir demonstrar seu produto através do Download de uma demonstração?

Siga a mesma ideia da ação acima, mas nesse caso talvez você necessite de mais dados do visitante. Novamente fica o lembrete: não abuse e chame a atenção para a importância em realizar aquele download.

 

Ou quer apenas a leitura de um artigo que escreveu?

Capriche no título e na imagem do artigo, pois elas que irão chamar a atenção de uma pessoa para que ela leia ou não aquele conteúdo publicado. Não deixe de produzir um conteúdo de qualidade. Simplesmente não adianta a pessoa começar a ler e rapidamente desistir da leitura, que não facilitou ao leitor a percepção e a atenção pelo assunto abordado.

 

Esses são alguns exemplos que acontecem, e você deve estar atento para não cometê-los, pois empresas que não utilizam as landing pages corretamente correm sério risco de não serem bem sucedidas em suas campanhas.

 

http://imasters.com.br



Sexta, Julho 27, 2012

« Voltar