O Facebook contratou a agência de relações públicas Burson-Marsteller para desenvolver uma campanha negativa junto dos media contra o Google.

 

De acordo com as notícias publicadas na imprensa internacional, a agência de relações públicas abordou uma série de media tentando passar informação negativa sobre o Social Circles do Gmail do Google. Segundo o USA Today, dois representantes da agência, ex- jornalistas (um deles um antigo pivot da CNBC, Jim Goldman), estariam a passar a informação de que o Social Circles levantava questões de quebra de privacidade para os utilizadores do Google, sendo, por conseguinte, um tema relevante para os leitores. A agência terá ainda abordado um blogger influente para escrever uma peça contra o Google, com a promessa que iria colocar o trabalho em meios como o The Washington Post, Politico e The Huffington Post. O blogger terá não só declinado a oferta, como desmascarado a campanha de difamação, segundo dá conta o The Daily Beast.

 

Um porta-voz do Facebook confirmou a contratação da agência, justificando a decisão pelo facto de considerar que o Google está a desenvolver iniciativas na área das redes sociais lesivas da privacidade dos utilizadores, ressentindo-se ainda do facto das tentativas do Google usar os seus dados na sua rede social, pode-se ler no The Daily Beast.

 

Segundo a Burson-Marsteller, os antigos jornalistas “não seguiram operacionais standard” e o acordo foi cancelado, diz o The Guardian.

 

fonte: Meios&Publicidade

 



Sexta, Fevereiro 14, 2014

« Voltar